PORBeatriz dos Santos Passos
Estagiário, com supervisão da Gerência de Imprensa

DATA14 de Outubro de 2021

COMPARTILHE

Ciências

Pesquisas discutem desemprego, saúde e educação

Trabalhos serão apresentados em encontro nacional em Dezembro

Dois trabalhos da Pós-Graduação em Economia da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) foram aceitos para apresentar no 49° Encontro Nacional de Economia da Associação Nacional dos Centros de Pós-Graduação em Economia (ANPEC). As pesquisas refletem sobre a realidade do desemprego, saúde e educação no Brasil. A apresentação no Encontro acontecerá entre os dias 06 e 10 dezembro, e o evento visa estimular o intercâmbio entre economistas e pesquisadores.

As duas pesquisas aprovadas foram: “Persistência na Taxa de Desemprego Brasileira: Uma Investigação da Hipótese de Histerese”, do mestrando Leandro Navarrete Machado e da professora Aniela Fagundes Carrara; e “Saúde e Educação: Uma Análise de Impacto Utilizando Propensity Score Matching”, de autoria da mestre em economia, Maria Estela Basilio de Oliveira Rocha e do professor Fábio Nobuo Nishimura.


Desemprego no cenário brasileiro

Com a pesquisa voltada para o desemprego na conjuntura brasileira, o discente do PPG em Economia, Leandro Navarrete Machado, abordouo aumento do fenômeno durante a pandemia Covid-19.

“Dentro da minha formação, o desemprego é um dos temas mais estudados. E já pensando na minha tese de mestrado surgiu o interesse em desenvolver uma pesquisa baseada nas incertezas do desemprego, com o intuito de investigar a Hipótese de Histerese no cenário brasileiro”, explicou Leandro.

A Hipótese de Histerese, na economia, pode ser definida, de forma geral, como uma posição econômica que pode afetar a tendência de crescimento, em seu nível, ou taxa de variação, causando efeitos persistentes e/ou permanentes. De acordo, com Leandro, a partir das suas pesquisas, é possível concluir que o desemprego brasileiro contempla o fenômeno da Histerese. “Isso significa que o desemprego sofre um choque, como foi o caso da Covid, e demonstra certa persistência, não retomando suas taxas anteriores rapidamente. De forma que o desemprego permanece por um longo prazo até se ajustar, então a persistência é a Histerese”, revelou o economista.

Leandro Navarrete Machado acredita que pesquisas como essas contribuem para as avaliações sobre o cenário econômico do país e podem servir como apontamentos para transformações que impulsionam a economia nacional. Já no contexto acadêmico, o economista defende que “é importante para a teoria, para que outros pesquisadores encontrem estudos que comprovem determinados conceitos e que permitam o avanço das discussões teóricas”, concluiu o mestrando Leandro Navarrete Machado.


Políticas públicas em saúde e educação

A pesquisa de Saúde e Educação: Uma Análise de Impacto Utilizando Propensity Score Matching, de autoria de Maria Estela Basilio de Oliveira Rocha, teve início durante o curso de mestrado no PPG em Econoimia, a partir de estudos sobre avaliação de políticas públicas.

“O interesse pelo tema surgiu principalmente porque, durante os estudos, identificamos que havia uma lacuna no campo científico sobre temas que analisassem a causa/efeito entre as variáveis saúde e educação utilizando métodos estatísticos. Além disso, havia um  interesse pessoal meu em desenvolver trabalhos na área de Economia da Saúde”, conta a mestre  Maria Estela Basilio de Oliveira Rocha.

Segundo a pesquisadora, com o estudo foi possível concluir que as escolas pactuadas com o Programa Saúde na Escola apresentaram redução na taxa de reprovação total, taxa de abandono total e taxa de distorção idade-série total. Para realizar as investigações, foi adotado o  método estatístico Propensity Score Matching, que é a avaliação da eficácia de uma intervenção, tratamento ou política de ação, estimando os efeitos causais de receber o tratamento, a partir de uma amostra de indivíduos.

Com a investigação, ainda foi possível notar que esse efeito do programa foi mais significativo ( maior redução nas taxas) nos anos iniciais do ensino fundamental (1 a 5 ano) quando comparado aos anos finais (6 a 9 ano). “Esse  tipo de pesquisa é importante porque contribui para o aperfeiçoamento de métodos para a análise de relações causais no campo de estudo da economia. Além disso, apresenta relevância social na medida que revela o impacto de políticas públicas sobre seus públicos alvo. Todo esse benefício é aperfeiçoado quando submetido à análise e crítica da comunidade científica.”, finalizou a pesquisadora.


TAGS:

Fique sempre informado com as principais notícias da UFMT.

Logo da UFMT
Câmpus Cuiabá

Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367
Bairro Boa Esperança - Cuiabá - MT
CEP: 78060-900

(65) 3615-8000

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Câmpus Araguaia

Unidade I - Pontal do Araguaia
Avenida Universitária, nº 3500
Pontal do Araguaia - MT
CEP: 78698-000

(66) 3402-1108

Unidade II - Barra do Garças
Avenida Valdon Varjão, nº 6390
Barra do Garças - MT
CEP: 78605-091

(66) 3402-0736

Funcionamento Administrativo 08:00 às 11:30 e das 14:00 às 17:30 (horário local)

Câmpus Sinop

Avenida Alexandre Ferronato, nº 1200
Bairro Residencial Cidade Jardim - Sinop - MT
CEP: 78550-728

(66) 3533-3100

(66) 3533-3122

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Câmpus Várzea Grande

Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367
Bairro Boa Esperança - Cuiabá - MT
CEP: 78060-900

(65) 3615-6296

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Contribua com o desenvolvimento do novo portal. Sua opinião é muito importante!